Close

Notícias  // Notícias Botica Nativa

Água: Santo remédio!

Ao consumir água de forma regular durante o dia ajuda o corpo a funcionar melhor, previne problemas de saúde e até fica mais bonito. A água tem um papel regulador de muitas funções de nosso organismo, a quantidade de água que consumimos tem um papel fundamental desde o controle da temperatura até o bom funcionamento do sistema circulatório.  

Para estar sempre bem hidratado é preciso consumir a quantidade certa de água, para isso basta multiplicar o seu peso corporal por 0,03. Assim, uma pessoa com 70 quilos, por exemplo, deve tomar aproximadamente 2,1 litros de líquido por dia. É importante lembrar que esse cálculo é feito de maneira geral, mas a necessidade de água varia de pessoa para pessoa. Uma atleta de alto rendimento, por exemplo, pode perder um litro de água por hora, e por isso precisa de uma maior ingestão.

Conheça 12 motivos para deixar sempre um copo de água por perto.

  1. Controlar a pressão sanguínea

A água tem grande influencia no controle da pressão, já que a sua presença determina a densidade do sangue.

 2. Previne cãibras

Elas acontecem por que existe um desequilíbrio na quantidade de água de nossos músculos. Beber água regularmente ajuda manter o equilíbrio hidroelétrico e o bom funcionamento das células musculares, e em conseqüência diminuir as cãibras.

 3. Protege o coração

Pessoas que bebem mais de cinco copos de água, diariamente, têm menos chances de sofrer ataques cardíacos ou outras doenças do coração, pois com o sangue mais diluído, ele flui com mais facilidade pelos vasos sanguíneos, diminuindo as chances de infartos e derrames.

 4. Melhora o funcionamento do intestino

Quando o intestino não está funcionando muito bem, uma boa dica é comer mais fibras e ingerir mais água também. Aliás, ingerir muitas fibras e pouca água provoca o efeito reverso: intestino preso. Isso mesmo, a água auxilia na lubrificação das paredes intestinais e na movimentação do bolo fecal, evitando constipação e a formação de gases.

 5. Aumenta a resistência física

Durante exercícios físicos, a perda de água pelo suor faz com que nosso desempenho piore. Esse processo pode ser observado também longe do treino. Algumas profissões exigem um esforço muito grande do corpo, e conseqüentemente, há uma perda maior de água pela transpiração. Além da hidratação, a água ajuda a controlar a temperatura do corpo, e assim melhora o rendimento em alguns esportes. 

6. Limpa o organismo

A água é vital para o bom funcionamento do organismo, já que quando não nos hidratamos corretamente, substâncias tóxicas e prejudiciais ficam retidas no organismo, abrindo o caminho para o aparecimento de algumas doenças. A cada 500 gramas de gordura que o organismo metaboliza, são produzidos e despejados no organismo cerca de 550 gramas de um mix de água e resíduos que tende a se acumular cada vez mais. Para que sejam eliminados, só há um meio: botar mais água para circular no corpo, o que proporciona uma espécie de faxina interna, garantindo o equilíbrio hídrico do organismo. 

7. Protege contra pedra nos rins

Beber muita água é a principal maneira de se proteger da formação de um cálculo no rim. Quanto mais água bebermos, mais o nosso sangue circulará e ficará diluído, facilitando o trabalho dos rins na hora de excretar nutrientes que não são mais necessários em nosso organismo.

8. Transporte de nutrientes

A água também é fundamental para que ocorra um bom transporte de nutrientes em nosso organismo, sem ela o sangue fica mais denso e, conseqüentemente, menos capaz de transportar nutrientes como vitaminas e minerais para nossas células.  

9. Ajuda a emagrecer

Por aumentar a atividade no sistema nervoso, e assim elevar o nível de energia gasto, o hábito de beber água constantemente também promove a perda de peso. Isso não resolve o problema de excesso de peso, mas ajuda quem quer emagrecer a entender como o sistema nervoso funciona, se ingerirmos bastante líquido durante o dia, conseguiremos manter o estômago relativamente preenchido. Isso significa maior saciedade e, por sua vez, menor comida ingerida. 

 10. Protege os olhos

Manter o organismo hidratado é essencial para que os olhos fiquem protegidos de lesões. Os olhos são órgãos muitos sensíveis a desidratação. Por isso, manter o organismo com níveis de água elevados, protege os olhos de ressecamento que podem levar a problemas oculares como inflamações e infecções. 

11. Absorção de vitaminas

Algumas vitaminas, como a vitamina A, B e C são hidrossolúveis, ou seja, só são absorvidas pelo organismo com a presença de água. Ao contrário das vitaminas lipossolúveis, que ficam armazenadas no tecido adiposo, as vitaminas hidrossolúveis precisam ser consumidas regularmente, assim como a água, já que são eliminadas pela urina. 

12. Manter a pele jovem

Um dos primeiros sinais da falta de água (desidratação) se dá na pele e nas mucosas. Entre as células, temos um líquido intersticial que ajuda na sustentação da pele, entre outras funções. A falta de ingestão de água deixa a pele flácida e sem viço. A pele perde o turgor, demorando para voltar ao seu estado natural, quando sofre uma distorção. Por exemplo, quando beliscamos a pele, ela logo deve voltar ao seu estado normal ao soltarmos. Se isso demora para acontecer, é sinal de que está desidratada e flácida. Além de deixar a pele hidratada e firme, beber água também favorece a excreção de toxinas, substâncias que prejudicam a pele.

Tu Fumas? Eu não Fumo…

O tabagismo é uma toxicomania caracterizada pela dependência física e psicológica do consumo de nicotina, substância presente no tabaco.

Segundo o Ministério da Saúde brasileiro, os cigarros contém cerca de 4.720 substâncias tóxicas, sendo uma delas, a nicotina, responsável pela dependência. O tabagismo está ligado à origem de tumores malignos em oito órgãos: boca, laringe, pâncreas, rins e bexiga, além de pulmão, colo de útero e esôfago, de acordo com os especialistas, o mais preocupante é que os cânceres nos três últimos órgãos citados ocupam o topo do ranking de mortalidade no Brasil segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), o tabagismo é o responsável por cerca de 30% das mortes por cancro (câncer no Brasil), 90% das mortes por cancro do pulmão, 25% das mortes por doença coronariana, 85% das mortes por doença pulmonar obstrutiva crónica e 25% das mortes por derrame cerebral. Ainda de acordo com a OPAS, não existem níveis seguros de consumo do tabaco

Todas as medidas de prevenção devem ser voltadas para coibir o tabagismo desde o início até a cessação. É importante alertar que, quanto mais tempo fumar, mais precocemente começar e maior carga tabágica consumida por dia, as chances de desenvolver o câncer aumentam progressivamente,

Sobre a nova lei antifumo, já em vigor em diversas partes do país, inclusive no Estado de São Paulo – acabando com os fumódromos e restringindo o fumo em locais fechados –, é fundamental no processo de conscientização dos cidadãos. Grande parte de novos casos de câncer poderiam ser evitados com mudanças de hábitos e comportamentos de risco, como eliminação do tabagismo. As campanhas de educação devem começar nas escolas. Além disso, é fundamental estimular que os médicos – tanto pneumologistas quanto clínicos gerais – dediquem ao menos cinco minutos de suas consultas para explorar o assunto com o paciente e alertá-lo dos males que o tabagismo acarreta na saúde como um todo.

As doenças ocasionadas pelo consumo de tabaco matam 3 milhões de pessoas no mundo anualmente, com uma projeção estimada de óbitos em torno de 10 milhões até o ano 2020 – das quais 7 milhões ocorrerão nos países em desenvolvimento. Vale dizer que o tabagismo, hoje, mata mais que a soma das mortes por AIDS, cocaína, heroína, álcool, suicídios e acidentes de trânsito. As doenças causadas pelo tabaco são responsáveis por perdas econômicas de aproximadamente US$ 200 bilhões de dólares, no mundo.

Câncer de Pulmão

O principal tipo de câncer associado ao tabagismo é o de pulmão – o fumo é responsável por 90% dos casos desse tipo de neoplasia.

Um dos sintomas mais frequentes do câncer de pulmão é a tosse, muitas vezes, é considerada pelo paciente, e até mesmo pelo médico, como a tosse habitual do fumante. O sangramento eliminado junto com a expectoração é um sinal mais efetivo, mas, nesse caso, pode ser que o câncer já esteja em um estágio avançado, o que impossibilita tratamento mais efetivo – a cirurgia –, fazendo com que seja indicada apenas terapia paliativa.

Atualmente, segundo os especialistas, há um grande avanço tecnológico nos aparelhos de imagem – a tomografia computadorizada, por exemplo, tem boa resolução, o que facilita o diagnóstico e o acompanhamento clínico dos pacientes durante o tratamento. E, em caso de diagnóstico positivo para esses tumores, há a opção do tratamento por quimioterapia – neoadjuvante, adjuvante ou exclusiva –, que confere vantagens à sobrevida e qualidade de vida do paciente.

Para alguns casos específicos de câncer de pulmão, já é uma realidade o tratamento individualizado, ou seja, drogas que agem melhor em determinadas sub-populações de pacientes, e que respondem mais ao tratamento específico devido às mutações individuais do tumor. Mas devemos lembra que a prevenção é o melhor nesses casos, com uma alimentação balanceada, prática regular de atividades físicas e evitando o álcool em excesso e o cigarro.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Tabagismo e

http://boasaude.uol.com.br/gsr.cfm?searchwords=tabagismo

Alimentos industrializados mais saudáveis

Atualmente, o maior risco alimentar, na maior parte do mundo, não são os micróbios, mas os excessos alimentares sob a forma de calorias, açúcares, sal e gorduras. Somos mais de 1,6 milhões pessoas com sobrepeso em todo o mundo de acordo com o Dr. Barry Popkin, professor de Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da Carolina do Norte nos Estados Unidos, de acordo com a última Pesquisa de Orçamentos Familiares do IBGE, num universo de 95,5 milhões de pessoas acima de 20 anos há 3,8 milhões de pessoas (4,0%) com déficit de peso e 38,8 milhões (40,6%) com excesso de peso, das quais 10,5 milhões são consideradas obesas.

Devido a esse fato o Ministério da Saúde quer que a indústria de alimentos adote metas de redução de compostos como gordura e sódio(mineral que está presente no sal e, se consumido em excesso, pode levar a doenças como a hipertensão). De acordo com o ministro Alexandre Padilha, a ideia é fechar um acordo para que as empresas produtoras de alimentos façam promoções de hábitos saudáveis entre os consumidores.

Não será uma tarefa fácil, no ano passado, a indústria de alimentos criticou fortemente uma resolução da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) que obriga as propagandas de alimentos com quantidade elevada de açúcar, sódio, gordura trans e saturada a apresentar uma mensagem de alerta com a indicação de que o produto oferece riscos à saúde caso seja consumido em excesso.

A medida começou a valer no fim do ano passado, mas uma liminar conseguida na Justiça pela Abia (Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação) invalida a norma para 135 empresas que participam da instituição – a associação diz que representa 70% da indústria de alimentos no país.

Da mesma forma que os governos têm programas de prevenção de saúde extremamente bem sucedidos, como os de uso dos cintos de segurança e de combate ao tabaco, eles também devem olhar com a mesma preocupação para o avanço da obesidade no mundo e lançar programas relacionados à prevenção da mesma. Essa política de prevenção parece ser a única forma eficaz e economicamente viável contra o avanço da obesidade no mundo, uma vez que o tratamento desta doença impõe intoleráveis gastos aos países em desenvolvimento.

Fonte: http://noticias.r7.com/saude/noticias

Acidente Vascular Cerebral: Uma Corrida Contra o Tempo.

Apesar da leve queda registrada nos últimos anos, ainda é elevada a incidência da doença sobre a população brasileira. Em todo o País, o número de internações passa de 168 mil. Não é para menos, o derrame é a principal causa de incapacidade funcional no mundo e de morte por causas cardiovasculares no Brasil. Segundo a Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares, o AVC é responsável por 30% dos óbitos registrados no País. Especialmente em caso agudo, o derrame cerebral exige atendimento rápido para que as taxas de mortalidade caiam, mesmo assim deixa seqüela em cerca de 70% dos pacientes, algumas leves e passageiras e outras graves e incapacitantes, sendo as mais freqüentes: paralisias em partes do corpo, problemas de visão, memória e fala. A gravidade depende do local do cérebro afetado e da extensão do dano provocado.

Acidente traiçoeiro

O nome acidente vascular cerebral é bem apropriado: é reconhecido como um acidente por ser um acontecimento inesperado e que envolve sofrimento; é vascular, pois diz respeito aos vasos sangüíneos; e cerebral porque ataca as artérias que irrigam o cérebro. O AVC é mais traiçoeiro do que qualquer doença cardíaca, realçando que quanto mais rápido for a agilidade na chegada ao hospital, no atendimento e no diagnóstico mais chances de se controlar o distúrbio e, por conseqüência, minimizar as seqüelas que os coágulos possam provocar tornando as chances de o paciente sair ileso ou com seqüelas leves maiores. Isso vale para os dois tipos de AVC: o isquêmico, que é responsável por 80% dos casos de AVC é provocado por um  entupimento dos vasos cerebrais que pode ocorrer devido a uma trombose (formação de placas em uma artéria principal do cérebro) ou embolia (quando um trombo ou uma placa de gordura originária de outra parte do corpo se solta e pela rede sanguínea chega aos vasos cerebrais)em que há interrupção do fluxo sanguíneo em uma região do cérebro pela obstrução de uma artéria por um coágulo; e o hemorrágico é caracterizado pelo sangramento no cérebro provocado pelo rompimento de um vaso sanguíneo, que se dá, na maioria das vezes, no interior do cérebro, a denominada hemorragia intracerebral. Em outros casos, ocorre a hemorragia subaracnóide, o sangramento entre o cérebro e a aracnóide (uma das membranas que compõe a meninge). Como conseqüência imediata, há o aumento da pressão intracraniana, que pode resultar em maior dificuldade para a chegada de sangue em outras áreas não afetadas e agravar a lesão. Esse subtipo de AVC é mais grave e tem altos índices de mortalidade.

No AVC isquêmico o correto é iniciar o tratamento em até 60 minutos, contados desde a chegada à instituição, o medicamento utilizado nesse caso é um trombolítico, medicamento que dissolve o coágulo, normalizando o fluxo sanguíneo do cérebro. Até mesmo o cateterismo pode ser utilizado, pois qualquer que seja o meio de intervenção, a possibilidade de se obter um resultado satisfatório aumenta quanto menor for o tempo de interrupção do fluxo se sangue no cérebro. No AVC hemorrágico o tempo também é muito importante, nesse caso são utilizados medicamentos para controle da pressão arterial, monitoramento rigoroso em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e em alguns casos é indicada a cirurgia para a remoção do hematoma.

Fatores de risco

A maioria dos fatores de risco para AVC são passíveis de intervenção, portanto é possível se fazer um tratamento preventivo: a chamada prevenção primária. Entre os fatores de risco que podem ser modificados destacam-se: Hipertensão, Diabetes, Tabagismo, Consumo freqüente de álcool e drogas, Estresse, Colesterol elevado, Doenças cardiovasculares, sobretudo as que produzem arritmias, Sedentarismo e Doenças hematológicas.

Sintomas e sinais de alerta

Muitos sintomas são comuns aos AVC isquêmicos e hemorrágicos, como dor de cabeça muito forte, sobretudo se acompanhada de vômitos, fraqueza ou dormência no corpo, geralmente afetando um dos lados do corpo, paralisia (dificuldade ou incapacidade de movimentação), perda súbita da fala ou dificuldade para se comunicar, perda da visão ou dificuldade para enxergar com um ou ambos os olhos. Outros sintomas do AVC isquêmico são tontura, perda de equilíbrio ou de coordenação. Os ataques isquêmicos podem manifestar-se também com alterações na memória e da capacidade de planejar as atividades diárias, bem como a negligência. Neste caso, o paciente ignora objetos colocados no lado afetado, tendendo a desviar a atenção visual e auditiva para o lado normal, em detrimento do afetado. Aos sintomas do acidente hemorrágico podem-se acrescer náuseas, vômito, confusão mental e, até mesmo, perda de consciência. Muitas vezes, tais acontecimentos são acompanhados por sonolência, alterações nos batimentos cardíacos e na freqüência respiratória e, eventualmente, convulsões.

Como é impossível saber quando chegará algum paciente com os sintomas da doença, o ideal é que a instituição tenha um neurologista disponível 24 horas, além de uma equipe treinada para atuar no procedimento do diagnóstico quanto no tratamento. Manter-se informado sobre hospitais que prestam esse tipo de atendimento é uma maneira de garantir a assistência adequada para o paciente com AVC.

Fonte: Informe Publicitário Grupo São Lucas Ribeirânia e

http://parana-online.com.br/canal/vida-e-saude/news/301953/?noticia

Autoridades dos EUA alertam sobre riscos do estimulante sexual Vigor-25

Produto é anunciado como suplemento alimentar natural, mas contém principal composto do Viagra.

Efe

WASHINGTON – As autoridades de saúde dos Estados Unidos advertem sobre os riscos do estimulante sexual masculino Vigor-25, anunciado como um suplemento alimentar natural para melhorar o vigor, mas que contém sildenafil, o principal composto do Viagra, popular pílula contra disfunção erétil.

A agência de vigilância sanitária americana Food and Drug Administration (FDA) investiga a morte de um jovem de 26 anos, possivelmente associada ao uso do medicamento.

A FDA adverte sobre o perigo de usar esse tipo de substância sem prescrição nem supervisão médica. “Esse produto é perigoso para os consumidores, pois indica que contém apenas ingredientes naturais, quando na verdade inclui um componente que deveria ser prescrito”, disse em comunicado Deborah Autor, do Centro de Pesquisa e Avaliação de Medicamentos da FDA.

A especialista alertou que os produtos que camuflam alguns de seus componentes põem em risco a vida dos consumidores, especialmente aqueles que têm alguma doença ou condição preexistente.

O Vigor-25, distribuído pela Piston Corporation, é vendido pela internet e também em lojas de varejo.

A FDA informa que encontrou vários produtos rotulados como suplementos alimentares naturais para melhorar a vida sexual que podem ser prejudiciais à saúde e contêm componentes de remédios.

Por isso, a agência aconselha os consumidores a consultar primeiro um médico e informar se tiverem qualquer reação adversa durante o uso.
Fonte: O ESTADO DE SÃO PAULO – SP

Grupo de sete países, Brasil à frente, cria variação de medicamento antiaids

Nova versão do antirretroviral ritonavir, produzida com matéria-prima da China e de laboratórios brasileiros, não precisa ser mantida sob refrigeração. Domínio da tecnologia é estratégico para o País, que gasta por ano R$ 11,45 milhões na compra do remédio.

Lígia Formenti / BRASÍLIA

Tratamento. Antirretroviral ritonavir em sua versao tradicional; conservacao do remedio produzido no Brasil sera mais facil

Uma força-tarefa na área de AIDS integrada pelo Brasil e mais seis países inicia em 2011 os testes do primeiro produto desenvolvido pelo bloco: uma variação do antirretroviral ritonavir, que, ao contrário do medicamento clássico, não precisa ser guardada na geladeira.

A droga,feita com matéria-prima da China e de laboratórios particulares brasileiros, está sendo desenvolvida na Fundação Oswaldo Cruz com uma nova tecnologia. Cabe ao Laboratório Federal de Pernambuco fazer a análise do material. “É um esforço conjunto. Uma vez verificada a segurança do produto,o Brasil repassará a tecnologia para os demais países do bloco”, disse a consultora do Ministério da Saúde e coordenadora do projeto do desenvolvimento da droga, Eloan Pinheiro. O domínio da tecnologia para fabricação do ritonavir termoestável (como é chamada a variação do remédio que dispensa refrigeração) é considerado estratégico para o Brasil.” A nova apresentação traz enormes vantagens: não precisa de refrigeração, sua conservação é mais fácil. Sem falar que ele pode ser combinado com outros medicamentos”, afirmou o diretor do Departamento de Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Dirceu Greco. O governo brasileiro gasta por ano R$ 11,45 milhões na compra do remédio, atualmente usado por 38.650 pacientes. “A tendência é que a indicação do medicamento aumente nos próximos anos”, observou Greco. O ritonavir termo estável é o primeiro de uma lista de produtos na mira da rede de cooperação tecnológica em aids. “Há também a intenção de desenvolver o Kaletra, outro medicamento bastante usado por pacientes brasileiros”, contou o diretor de Farmanguinhos, Hayne Filipe da Silva.

Esforços.

A idéia da rede é pesquisar novas tecnologias para desenvolvimento de remédios, Kits de diagnóstico e outros produtos essenciais para aids. “Queremos somar esforços. Cada um entra como que sabe fazer. A Tailândia pode ajudar no desenvolvimento de combinações de drogas pediátricas. A Rússia pode colaborar com kits de diagnóstico”, disse Eloan. Uma vez dominada a técnica para a produção, a rede se encarregará de fazer a difusão do conhecimento para países do bloco. “É uma maneira de chegarmos mais rapidamente a um resultado positivo para todos”, afirmou Eloan. Ela afirmou que o desenvolvimento de novas drogas – mesmo aquelas que estão protegidas por patentes – é fundamental. “Um país capaz de fazer um produto sabe qual é o preço justo e pode negociar melhor.” O domínio da tecnologia, disse, traz mais agilidade para produção da droga, tão logo o prazo de patente tenha terminado. “Ganha-se tempo e autonomia. O remédio fica na prateleira para qualquer eventualidade.” Além do Brasil, participam da rede de cooperação tecnológica Tailândia, Rússia, Ucrânia, Argentina, Cuba e China.

Partilha. No caso do ritonavir termo estável, a maior parte do conhecimento partirá do Brasil. “Mesmo assim, o País ganha muito com a rede”, afirmou Greco. “Em outro processo, em vez de ensinar, vamos aprender. Além disso, a estratégia integra a filosofia de partilha na área. Estamos falando de uma doença que ainda exige muito por fazer no mundo. Colaboração é a palavra-chave.”

PARA LEMBRAR

Órgão da ONU advertiu País sobre custos.

O diretor executivo do Programa das Nações Unidas para HIV e Aids (Unaids), Michel Sidibé, advertiu em julho que os custos do tratamento de aids no Brasil voltaram a ficar elevados, ameaçando o acesso do País aos remédios. A política brasileira de combate à aids sempre foi apontada pela ONU como um exemplo a ser seguidos pelos países emergentes. Em nota, o Ministério da Saúde reagiu; afirmou que o preço de antirretrovirais no mundo é alto e, por isso, o Brasil investe no licenciamento compulsório, na produção nacional de medicamentos e na negociação de preços.

Fonte: O ESTADO DE SÃO PAULO – SP

Mulheres que tomam refrigerante apresentam risco de desenvolver gota

Mulheres que consomem bebidas ricas em frutose, como refrigerantes e sucos de laranja, apresentam um risco elevado de desenvolver gota, segundo estudo feito por pesquisadores da University of British Columbia e apresentado recentemente durante a Reunião Científica Anual do Colégio Americano de Reumatologia, em Atlanta, nos Estados Unidos.

“As novas descobertas indicam que a ligação entre bebidas ricas em frutose e o risco de gota é comparável às bebidas alcoólicas, que são causas conhecidas do surgimento da doença”, disse o reumatologista Sergio Bontempi Lanzotti, diretor do Instituto de Reumatologia e Doenças Osteoarticulares (Iredo), em comunicado divulgado hoje.

A gota é causada pelo aumento da concentração sanguínea de ácido úrico, que dá origem a episódios recorrentes de artrite, mediada pela deposição de cristais desse ácido nas articulações. Segundo Lanzotti, para prevenir e tratar a doença é preciso estar atento ao estilo de vida do paciente. Equipe AE

Fonte: JORNAL DE BRASILIA – DF

Manipulação de Remédios

A Equipe da Botica Nativa em breve estará disponibilizando de seu novo canal de comunicação com seus clientes, e através da categoria “Notícias”, você poderá se manter informado sobre as novidades da farmácia, promoções e eventos sociais realizados pela Botica Nativa. Além disso este canal também contará com notícias sobre saúde e qualidade de vida.

Aguardem!!!